Tribunal que julga 2° pedido de impeachment contra Moisés escolhe desembargadora como relatora

 Tribunal que julga 2° pedido de impeachment contra Moisés escolhe desembargadora como relatora

O Tribunal de Julgamento que analisa o segundo processo de impeachment contra o governador afastado temporariamente Carlos Moisés (PSL) se reuniu pela primeira vez nesta sexta-feira (30) e definiu a desembargadora Rosane Portella Wolff como relatora da denúncia.

A sessão foi realizada no plenário da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), em Florianópolis, e começou às 10h08. Foi definido também o roteiro das sessões, que deve seguir o mesmo rito do primeiro pedido de impeachment contra o governador. 

Neste pedido, Moisés será julgado pela comissão mista sobre irregularidades envolvendo a compra de 200 respiradores a R$ 33 milhões pagos antecipadamente e sem garantia de entrega, e pela tentativa de contratação de um hospital de campanha em Itajaí.

O governador afastado nega responsabilidade na compra dos equipamentos. A Polícia Federal, na terça-feira (27), disse não ter encontrado elementos para incriminar Moisés no caso. Após a sessão, a defesa disse acreditar que a denúncia será arquivada. Segundo o advogado Marcos Fey Prosbst, há “convicção de que o Tribunal de Julgamento, já na primeira oportunidade, de forma colegiada, julgará no sentido do arquivamento do processo de impeachment pela ausência de qualquer ilegalidade praticada pelo governador do Estado em relação aos fatos ali imputados pela acusação”.

Moisés recebeu na segunda-feira (26) a notificação formalizando o afastamento do cargo de governador por causa do primeiro pedido de impeachment. A vice-governadora, Daniela Reinehr (sem partido), assumiu interinamente o governo na terça.

Fonte: G1

Victor Hugo

Related post