Presidente da Alesc rebate acusações

 Presidente da Alesc rebate acusações

O presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), deputado Julio Garcia (PSD), rebateu, durante a sessão ordinária de ontem,  as denúncias recentemente apresentadas contra ele pelo Ministério Público Federal (MPF). O parlamentar afirmou que se manteve em silêncio sobre o assunto, já que os inquéritos estavam em segredo de Justiça, mas, em virtude de vazamentos à imprensa, optou por dar satisfação aos deputados.

Julio Garcia destacou que detém “carreira política reta e ilibada, não havendo qualquer ato ao longo desses 40 anos de vida pública de que possa me envergonhar”. O deputado disse que as investigações do MPF surgiram a partir de declarações de um empresário à Receita Federal, o qual não conhece, às quais apontavam que o parlamentar seria beneficiado com dinheiro advindo de propina cobrada de contratos com a Secretaria de Estado da Administração. Diante dessas declarações, Julio Garcia afirmou que foi alvo de quebra de sigilos e monitoramento, sem que tenham sido encontras provas de qualquer ilicitude.

 “O que posso dizer com absoluta certeza é que nada de concreto que desabone a minha conduta pública, política ou privada foi encontrado ou desvendado, embora, segundo penso, eu estivesse desde o início dessa operação como alvo primário, ao lado de outras figuras proeminentes do Estado, contra as quais também nada de imoral ou ilegal foi revelado”, declarou.

Para o presidente, a insistência do MPF em investigá-lo está relacionada com a sua amizade com o então secretário-adjunto da Administração e com um empresário vencedor de licitação nesta pasta. “Tudo o que tenho ou adquiri tem a marca do lícito, do que recebi ao longo de minha vida pública, com o meu esforço e o meu trabalho, nada que demonstre fortuna”, comentou.

Julio Garcia afirmou que as denúncias são abusivas e ineptas. Para o presidente, sua saúde e sua vida se prendem exclusivamente à sua consciência e que ela está tranquila. 

Após o pronunciamento, o presidente da Alesc recebeu a solidariedade e o apoio de  deputados de vários partidos. O 1º secretário da Alesc, Laércio Schuster (PSB), disse que, apesar de conhecer o presidente há menos tempo, já pode conhecer o caráter, a retidão e os valores de Julio.

Fonte: Diário do Sul

Victor Hugo

Related post