Número de admissões aumenta 130% na região

 Número de admissões aumenta 130% na região

A indústria foi, novamente, a grande responsável pelo aumento na geração de empregos formais na região, que teve 562 admissões a mais que demissões, entre o saldo positivo total de novas vagas em setembro, que foi de 1.297, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados nessa quinta-feira.

O setor de serviços vem em segundo lugar com o que mais gerou novas vagas de empregos formais, com 469 admissões a mais que desligamentos. 

É o quarto mês consecutivo de saldo positivo e com crescimento a cada mês. Em setembro, foi dado um salto ainda maior no número de novos empregos com carteira assinada em relação a agosto, que havia registrado 592 admissões a mais que demissões. Na região, 14 municípios registraram saldo positivo. No Estado, foram 24.827 postos de trabalho criados no total.

Tubarão foi o município que gerou mais empregos em setembro, com 518 vagas criadas – 267 a mais do que no mês passado. Braço do Norte veio em segundo lugar, com 200 novas oportunidades, e Jaguaruna em terceiro, com 163 admissões a mais que desligamentos. 

Na Cidade Azul, foram os serviços os maiores responsáveis pela geração de empregos formais em setembro, com saldo positivo de 224 novas vagas criadas. Mas a indústria vem em seguida, com 185 empregos a mais do que desempregados. O comércio também registrou saldo positivo significativo, com 103 trabalhadores a mais com carteira assinada.

 Saldo negativo

Apenas Grão-Pará, Imaruí, Laguna e Santa Rosa de Lima apresentaram mais desligamentos do que criação de novas vagas em setembro, mas com saldos negativos pequenos.

Estado foi o terceiro melhor resultado do país

Santa Catarina alcançou novamente um número significativo na geração de empregos formais do país. O Estado teve um saldo positivo de 24.827 vagas em setembro, mantendo o melhor desempenho na região Sul e terceiro maior saldo acumulado do país. Apenas São Paulo (+75.706 postos) e Minas Gerais (+36.505 postos), os dois estados mais populosos do Brasil, obtiveram resultados superiores em números absolutos, segundo o Caged.

Todos os setores da economia catarinense sentiram o aumento do número de postos de trabalho em setembro. A indústria obteve o melhor desempenho, com 12.135 novas vagas. Em seguida, aparecem os serviços (7.597), o comércio (4.138), a construção civil (932) e a agropecuária (25).

Em todo o país, foram 313.564 empregos formais em setembro. Este foi o melhor resultado para meses de setembro desde o início da série histórica do Caged, em 2010. 

No acumulado do ano, no entanto, o mercado de trabalho continua sentindo o impacto da pandemia. De janeiro a setembro, foram fechadas 558.597 vagas, o terceiro pior resultado para o período desde o início da série histórica, em 2010. Só perdendo para os nove primeiros meses de 2015 (-657.761 empregos) e 2016 (-683.597).

Fonte: Diário do Sul

Victor Hugo

Related post