3ª semana: Sessões na Câmara de Vereadores de Laguna seguem suspensas

 3ª semana: Sessões na Câmara de Vereadores de Laguna seguem suspensas

As sessões na Câmara de Vereadores de Laguna seguem suspensas. A sessão deveria ocorrer nesta terça-feira (13), às 18h, porém, esta é a terceira semana de impossibilidade do encontro na Casa Legislativa, determinada pelo Juizado da Comarca da Cidade Juliana.

Os parlamentares estão proibidos de entrarem na casa por tempo indeterminado desde o último dia 24, quando foi deflagrada a Operação Seival 2. Os treze legisladores não podem acessar as instalações da Câmara. A ordem judicial foi tomada para evitar possíveis interferências dos parlamentares no processo investigativo. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão nos gabinetes de alguns vereadores e ao menos quatro deles tiveram os celulares recolhidos para serem analisados.

Três vereadores do MDB, o presidente da Câmara, Valdomiro Barbosa de Andrade, Thiago Duarte e Cleosmar Fernandes e o secretário de obras, Renato de Oliveira foram detidos. Na semana passada, a Polícia Civil indiciou criminalmente 22 pessoas na operação. A ação foi deflagrada no último dia 24, em Laguna. No entanto, houve desdobramentos em diversas cidades do Estado como Tubarão, Imbituba, Capivari de Baixo, Imaruí, Florianópolis, Navegantes, Itajaí e Criciúma.

Os crimes possivelmente cometidos pelos possíveis envolvidos são: associação e organização criminosa, corrupção passiva e ativa, além de fraudes em licitações. O indiciamento significa que a polícia acredita que há indícios de autoria dos crimes por parte dos suspeitos.

Os profissionais de segurança pública investigam dezenas de contratos firmados pela prefeitura de Laguna com empresários que prestam serviço no município há alguns anos. Há indícios de superfaturamento e não execução das obras e serviços licitados. Há também indicativos de fraudes na licitação do Iprev em 2016.

Fonte: Notisul

Victor Hugo

Related post